A importância da Higiene

Higiene é um ramo da medicina que visa prevenção da doença.

A descoberta de que vários micróbios causam doenças, fez com que a higiene se tornasse fundamental.

A limpeza do corpo, das roupas, dos utensílios e das habitações, diminuiu sensivelmente o risco de infecção por fungos, bactérias e vírus.

Durante o envelhecimento e a doença, a capacidade de nos auto-cuidarmos diminui e a carência de cuidados de higiene aumenta, como tal, o Agente em Geriatria (o cuidador) deve contribuir para conservar a saúde e o bem-estar do idoso, prestando bons cuidados de higiene.

A higiene pode ser:

Parcial: É aquela que tem em conta os cuidados específicos de cada parte do corpo, frequentemente as regiões com secreção abundante e maior carência de higiene (cara e boca, mãos, axilas, pés e genitais).

OU

Total: consiste no banho total, completo, desde a higiene ao corpo até ao cortar das unhas e cuidados com o cabelo.

Na cama OU no chuveiro, consoante as características da pessoa de quem se cuida.

Papel do cuidador na higiene do idoso, consoante o seu grau de dependência

O idoso deve ser auxiliado nos cuidados de higiene à medida das suas capacidades, isto é, não é benéfico para ele ser substituído nas funções que conseguir desempenhar.

Assim, ele é considerado:

Independente Quando não precisa  de ajuda na higiene,  necessitando apenas de vigilância e/ou incentivo.

Semi-dependente: quando lava a maior parte do corpo, necessitando de alguma ajuda. Nesta situação, o cuidador deve:

  • Aconselhar o idoso a lavar ele as partes de que é capaz, fornecer o material que ele precisar. Ajuda-lo naquilo que ele tiver dificuldade.

Dependente quando não é capaz de cuidar de si, necessitando de ajuda total  do cuidador.

Etapas dos cuidados de higiene a idosos dependentes

1.º – Preparar todo o material necessário:

  • Luvas e aventais descartáveis
  • Esponja
  • Sabão liquido neutro
  • Uma bacia com água tépida (se banho na cama)
  • Toalhas limpas
  • Creme hidratante e antialergénico
  • Escova ou pente para o cabelo
  • Escova de dentes e pasta dentífrica ou elixir
  • Fraldas descartáveis, se necessário
  • Sacos de plástico para o lixo e para a roupa suja
  • Roupa limpa para o idoso e/ou para a cama

Se o banho é no chuveiro:

  • Temperar a água, tendo o cuidado de não queimar a pessoa ou provocar desconforto
  • Começar sempre pela cabeça, em direcção aos pés.
  • Lavar a cabeça, cara e orelhas do idoso.
  • Seguem-se o pescoço, braços, axilas, costas, pernas e pés, entre os dedos e, por fim, partes genitais.
  • Secar o corpo com toalha macia, sem esfregar .
  • Aplicar creme hidratante no corpo.
  • Vestir a pessoa e penteá-la.
  • Não esquecer a lavagem da boca, usando uma escova de dentes ou compressas embebidas em elixir ou pedir ao idoso para bochechar.
  • Verificar sempre se não existem secreções, feridas, caspa ou parasitas.
  • Cortar as unhas, cuidar dos cabelos e toda a aparência do idoso.

Se o banho é na cama:

  • Temperar a água, tendo o cuidado de não queimar a pessoa ou provocar desconforto.
  • O idoso deve ser lavado com uma esponja embebida em água e sabão, ou com um gel de banho hipoalergénico.
  • Iniciar a higiene com a limpeza dos olhos, usando uma compressa com água ou soro fisiológico para cada olho, limpando sempre de dentro para fora, de uma só vez.
  • De seguida: lavar a cara, as orelhas e a cabeça. A lavagem desta deve ser feita com regularidade, devendo, contudo, respeitar a vontade do idoso, sempre que possível.
  • Lavar os braços e o tronco e seguir para as pernas e os pés, secando o corpo à medida que lava e tapando-o.

Lavar a região genital, tendo em atenção que:

No Homem:Ver imagem

Começar a lavar com movimentos circulares pela ponta do pénis, puxando o prepúcio para baixo e lavando a glande, posteriormente o pénis e o escroto (não esquecer de voltar a colocar o prepúcio na sua posição normal.

Na Mulher:Ver imagem

Lavar da frente para trás (do meato urinário para orifício vaginal e posteriormente para a região anal), prestando atenção à sujidade acumulada entre os lábios, utilizando uma mão para afastar os lábios e outra para lavar.

  • Mudar a água da bacia após a higiene dos genitais.
  • Colocar o idoso de lado e proceder à lavagem das costas e nádegas, secando de seguida.
  • Colocar a roupa lavada e a fralda, fazendo a cama de um lado.
  • Virar o idoso para o lado seguinte e terminar de fazer  cama e de colocar a fralda.
  • Terminar de vestir o idoso e deixá-lo confortável.
  • Não esquecer de pentear o cabelo, colocar creme hidratante no corpo e de lavar a boca do idoso.

Aspectos importantes na higiene do idoso

  • Promover uma relação interpessoal e agradável com o idoso durante o banho.
  • Respeitar a sua vontade, privacidade e integridade.
  • retirar todos os objectos das mãos que possam ferir o idoso
  • Usar um par de luvas para cada idoso e lavar SEMPRE as mãos antes e depois de cada higiene, de forma a evitar infecções.
  • Começar os cuidados de higiene sempre das partes mais limpas para as partes mais sujas, (da cabeça para os pés)
  • Observar o corpo e detectar todas as feridas que possam ter
  • Ter atenção à fragilidade da pele, tanto ao lavar como a secar o corpo.
  • Ter especial cuidado nos movimentos com idosos dependentes quer seja da cama para a cadeira, ou para o local do chuveiro, devendo desviar-se tudo o que possa magoá-los.
  • Retirar sempre as placas dentárias e lavá-las ou incentivar o idoso a limpá-las. Estas só devem ser colocadas depois da limpeza da boca, que nunca deve ser deixada para trás, mesmo em pessoas sem dentes, para se evitar infecções.